Encontros casuais - Part X



Sofia nem queria acreditar que se tinha deixado arrastar para uma situação tão estupidamente absurda. O que começara por ser um simples favor a um amigo tornava-se agora muito mais que isso. O quê exactamente nem ela mesma sabia ao certo.

Sabia apenas que deixara de ser apenas um favor naquela primeira noite no apartamento dele.

A razão dizia-lhe que deveria afastar-se o quanto antes de Rafael, mas infelizmente a racionalidade já não parecia fazer parte das suas faculdades mentais. Tinha tido a oportunidade perfeita para sair do jogo mas quando ele correra atrás dela à porta da discoteca, desprezando por completo o próprio orgulho, Sofia simplesmente não conseguira fazê-lo.
E agora por mais voltas que desse à cabeça não fazia ideia de qual o próximo passo a dar.
Nunca imaginara que, depois da aventura de uma noite, ele quisesse voltar a vê-la. Imaginara ainda menos que ela própria tivesse desejado tanto que assim fosse.
A forma como Rafael fazia amor com ela, a forma como ele se entregava a ela sem reservas ou inibições, era algo que a tinha abalado de forma quase assustadora. A conexão que sentia com ele não fazia sentido nenhum, mas sabia que ainda não queria que acabasse. Queria prolongar o que quer que pudesse ser prolongado.

Agora só tinha de decidir entre contar-lhe a verdade ou garantir que ele não descobriria que os seus caminhos não se haviam cruzado por casualidade. E, a julgar pelo passado dele, não acreditava que Rafael aceitasse pacificamente a segunda opção.
Quando Pedro lhe contara a traição que levara o casamento de Rafael terminar nunca pensara que ela lhe pudesse vir a fazer o mesmo. Mas agora que pensava nisso, uma traição era uma traição independentemente da forma como era consumada. E, apesar de ter aceite seduzir Rafael apenas como uma aventura de uma noite, era como uma traidora agora que se sentia.

Decididamente, chegara à conclusão que ele jamais perdoaria outra traição. Tinha de conversar com Pedro e explicar-lhe que, o que começara como um divertimento, já não o era para nenhum dos dois.

Tinha de garantir que Rafael não saberia acerca do acordo entre ambos.

3 Diabruras:

Ulisses disse...

Abriste o apetite para mais...

Muito bom e cativante.

:)

Sofia disse...

Isto promete. Quem será o mau ( ou má) da fita?

MRPereira disse...

Bem, que twist que esta história deu hoje!

Simplesmente fantástico, Louise!

Kiss kiss

Enviar um comentário

Agradeço desde já tudo* aquilo que o diabo dentro de ti possa ter para dizer...

*excepto tudo aquilo que o diabo dentro de mim não concordar

Related Posts with Thumbnails