Encontros Casuais - Part XI



Inspeccionou os bilhetes que tinha na mão. Não se recordava da ultima vez que tinha comprado bilhetes para assistir a um concerto em companhia feminina. Provavelmente ainda nos tempos de universidade, antes de Raquel.
Não sabia porque se estava a deixar levar na rede de sedução de uma mulher. Mas sabia que não queria resistir a isso. Queria estar com Sofia e, por agora, não queria pensar em porquês ou para quês.

Não demorou muito a reconhecer-lhe a silhueta quando ela entrou no restaurante. Tinha marcado este jantar com ela e resolvera surpreendê-la com os bilhetes. Ela aproximou-se, cumprimentou-o com um beijo que soube a pouco e sentou-se em frente a ele.
- Desculpa o atraso, mas o chefe apanhou-me mesmo quando estava a sair. – disse-lhe enquanto pousava a mala na cadeira do lado.
- Acho que vais ter de te redimir.
Sofia inclinou-se ligeiramente sobre a mesa e piscou-lhe o olho – Acho que o prazer será todo meu!
Rafael aproximou-se dela e abanou os bilhetes na mão – Pois, mas antes disso estava a pensar em irmos ver os Muse…
Sofia tirou-lhe os bilhetes da mão e inspeccionou-os. Ele aguardou a reacção dela. Esperava mesmo que ela gostasse da banda.
- Como conseguiste comprá-los? – ela olhava para os bilhetes de forma quase descrente – Há semanas que estão esgotados.
- Sabes que tenho os meus conhecimentos. Mas isso quer dizer que vais comigo?
Ela olhou-o nos olhos com um sorriso deveras provocador – Quer dizer que, a menos que a outra opção seja a tua cama, nada me vai impedir de ir.
- Bem, a cama vai continuar lá depois do concerto…

O jantar seguiu-se com gargalhadas e Rafael deu por si a constatar que não se sentia tão leve e descontraído há meses. Começava a compreender o porquê de se estar a deixar envolver com ela. Havia nela algo de misterioso, mas isso era somente parte daquilo que o atraía.

Sofia pedira um strudel de maçã para sobremesa e Rafael ficara-se pelo café. Pediu a conta, pagou e seguiram juntos para o seu apartamento.
No carro ela provocava-o com caricias e beijos demorados. Pisou o acelerador mais fundo na ânsia de encurtar a distância.

Estacionou o carro na garagem o mais rápido que conseguiu e entraram no elevador colados um ao outro. Assim que chegaram ao piso de Rafael, Sofia meteu a chave na fechadura enquanto Rafael a desconcertava colando-se a si e brincando com o seu pescoço. Provocava-lhe cócegas e ela ria enquanto lutava com a chave.
Entraram aos tropeções pelo corredor e, em apenas alguns segundos, Rafael percebeu que algo não estava bem.
Havia mais alguém dentro da sua casa.

9 Diabruras:

MRPereira disse...

Ui... Mais um Twist!

You're getting good at these, aren't you! :)

Excelente!

Kiss kiss

Martini Bianco disse...

hmmmm... quem seria? :) Eu calculo que seja uma terceira mulher ou até duas lool, mas não garanto :)

O teu regresso é sedução e mistério. Já sentia falta disto... agora só para a semana, né?

Vontade de disse...

Hummmm... sempre sedutora. Essa cama é convidativa!

Louise disse...

MRPereira,
Sem twists não seria a mesma coisa pois não? ;)

Martini Bianco,
talvez sim ou talvez não... :P

Vontade de,
faço por isso, sim ;)

Sofia disse...

Eh lá... O que virá por aí?
bj

Vera, a Loira disse...

wow... será a ex??? a neurótica???


Nas férias, quando me lembrei do blog, lembrei-me de ti e pensei que para perceber a história teria que ler vários posts, felizmente também foste, poupaste-me um imenso trabalho, porque eu não ía querer perder nada de nada.

Louise disse...

Vera,
Estás a ver como sou amiguinha?! :P

Ulisses disse...

:)

...eis a esperada continuação...
...eis-me a continuar preso...

:)

Purple disse...

Já sentia falta dos Encontros Casuais...

Beijinhu

Enviar um comentário

Agradeço desde já tudo* aquilo que o diabo dentro de ti possa ter para dizer...

*excepto tudo aquilo que o diabo dentro de mim não concordar

Related Posts with Thumbnails