Saudades

Lembro-me da sensação do dia em que coloquei os pés pela primeira vez na universidade. Foi uma sensação de completa vitória.
Sim, ainda havia todo um percurso para percorrer, mas eu sabia que se havia chegado ali, forças e vontade não me faltariam para terminar o caminho.

Deixei-me praxar porque fazia parte do ritual. Era caloria, tinha orgulho nisso e queria que o mundo inteiro – e aqui o egocentrismo falou mais alto – assistisse a isso.
Pintaram-me a cara de tal forma e com uma tinta tal que, uma vez que tinha sido pintada estando eu a rir-me, assim que secou era-me literalmente impossível mudar a expressão. E lá fui eu, metro fora, com uma cara de parva mas de completa felicidade.

E é por isso que, ainda hoje, quando vejo os mais novos pintados sorrio-lhes sempre. Porque imagino o género de sensações que estarão a sentir por dentro. Porque me faz sentir saudades. Porque sei que para muitos é de facto uma vitória estarem a ser assim pintados.


Pic retirada daqui

9 Diabruras:

Tulipa Negra disse...

Acontece-me exactamente o mesmo! Também eu fui praxada, além da tinta na cara tive direito a uma pasta de farinha no cabelo e fui assim, de autocarro, até casa, sempre com um sorriso enorme nos lábios. É por essas sensações que não consigo compreender todos os movimentos anti-praxe que por aí proliferam. Desde que não se ultrapassem determinados limites, este é um dia único que será sempre recordado com carinho por quem o vive.
Beijinhos e obrigada por esta recordação :)

Vera, a Loira disse...

Eu acho que deves ter ficado linda com aquele sorriso.

Martini Bianco disse...

Também me lembro quando fui eu... Quase tive que pedir para ser praxado, porque a praxe em Lisboa é brincadeira de meninos, muito soft.. ainda assim a melhor recordação desses dias foi que decorei a versão alternativa da musica da "abelha Maia" e nunca mais me esqueci :)

Marquês de Sade disse...

Do que me foste lembrar... Fizeste-me viajar durante uns segundos... Obg!
Bjinho

Rita G. disse...

Tb tenho muitas saudades desses tempos, foram dos melhores da minha vida:) BJ!

Roxanne disse...

as recordações de caloiros nunca se perdem... eles olham para os mais velhos com uma expressao derretida, de "eu quero chegar ali!"

Olhos Dourados disse...

Eu não gostei de ser praxada, abusavam. Mas adorei andar na universidade!

Sofia disse...

Explicaste tão bem o que eu também senti;)
Bj

Chokkie disse...

Palavras de quem escolheu o curso certo...eu agora que me lembro desses tempos penso que tinha a cabeça cheia de sonhos e que nunca mas nunca iria para aquele curso se tivesse a mínima noção do mercado de trabalho e das dificuldades que para aí vinham... Sei que destoei do tom do post mas foi só um desabafo...bjos

Enviar um comentário

Agradeço desde já tudo* aquilo que o diabo dentro de ti possa ter para dizer...

*excepto tudo aquilo que o diabo dentro de mim não concordar

Related Posts with Thumbnails