Preocupações


Por vezes desejamos tanto uma coisa que, quase, nos sentimos sufocados pela necessidade de alcançar essa mesma coisa. E quando é algo que foge do nosso próprio controlo tentamos mentalizar-nos de que de nada nos vale atormentarmo-nos com sentimentos de ansiedade. Pensamos que o mais sensato é esvaziarmos a nossa mente em relação a esse tópico, e esperarmos que essa algo aconteça.
Mas, invariavelmente, acabamos por não conseguir alhear-nos tanto como desejaríamos e acabamos por divagar indefinidamente no tema.


E é assim que, neste momento, ando. Tento alhear-me, tento ser sensata e forçar-me a ser lógica e racional, mas acabo sempre por ser mais sentimentalista do que gostaria.






*Pic by Deviantart

13 Diabruras:

Gingerbread Girl disse...

E muitas vezes essa obcessão por alcançar algo, cega-nos para o facto de no fim de contas, nem precisamos tanto daquilo como pensávamos.


*

Louise disse...

Ginger,
Acredita rapariga... disto eu preciso.

meldevespas disse...

Quem de nós não sentiu já mais que uma vez na vida esse tipo de obcessão? O problema é mesmo a frustração de sentir que quando acalmares esta, vais alimentar outra, e depois mais outra. A porra da insatisfação constante.
De qualquer maneira fico a torcer para que consigas o que pretendes :D

Vera, a Loira disse...

Oh mulher o que me fizeste sentir agora. Este texto podería ter sido escrito por mim, neste exacto momento.

Ulisses disse...

Mas não somos todos assim?
E o grande problema de sentirmos a ansiedade e criarmos a ilusão é que na maioria das vezes a desilusão é subsequente.
Mas quando não nos desiludimos ficamos no topo do mundo...

:)

Marquês de Sade disse...

Parecemos aquele que costumamos ver nos filmes, junto ao telefone, a ver se ele toca...
Been there!

Purple disse...

Eu podia ter escrito...oh se podia.

Infelizmente não temos um botão para fazer reset sempre que precisamos.

almighty yellowphant disse...

Foste votada no meu blog :)

Poetic GIRL disse...

Acho que todos sentimos isso, eu sinto. E chega por vezes ser agonizante. bjs

Vontade de disse...

Eu sou uma eterna sentimental e sinto que é bom sê-lo.

Martini Bianco disse...

Se calhar é essa a tua natureza e talvez não adiante tentares ser diferente ou te mostrar diferente em certas situações, se não fores tu mesma.
"Beying exactly yourself in a world that is constantly trying to make you another thing, is your bigger accomplishment."
:)

Louise disse...

meldevespas,
muito obrigada ;)

Vera,
este texto aplica-se a tantas situações na minha vida...

Ulisses,
nem mais! E como é bom sentirmo-nos no topo do mundo, não é?

Marquês de Sade,
Se ao menos fosse o toque do telefone que eu ansiasse...

Purple,
não temos mas deviamos ;)

Poetic girl,
agozinante, desgastante, limitativo até.

Vontade de,
Sim é bom ser. Mas por vezes temos de ter a capacidade de nos racionalizarmos antes que os sentimentos nos arrastem para um qualquer abismo.

Martini Bianco,
Sim, tens razão. Mas às vezes não se trata de querermos mostra-nos diferentes mas antes querermos ser diferentes para estarmos melhor.

Queen of Hearts disse...

Louise, eu também entendo bem aquilo por que estás a passar, esse dilema interior. É algo que me acompanha frequentemente. Espero que aquilo que tu tanto desejas que aconteça, realmente aconteça. :)

Enviar um comentário

Agradeço desde já tudo* aquilo que o diabo dentro de ti possa ter para dizer...

*excepto tudo aquilo que o diabo dentro de mim não concordar

Related Posts with Thumbnails